quarta-feira, 14 de abril de 2010

Lili

Posso parecer boba se disser
que sinto
uma vontade nova de me apaixonar;
Parecer tola se disser
que pinto
meus olhos pra te encontrar...

Gosto de dias
Que parecem com sonhos:
nem penso no que faço, assim,
não tenho que acordar.

Mas hoje
ouço vozes no vizinho
(queria era ouvir
o telefone tocar).

O relógio canta os segundos
da melhor parte do dia, a noite
E eu, em vez de cantar,
escrevo.

Será saudade?
Já me deixei levar.
Ah...
Quem dera eu mesma me mandar.
Quem dera ser tão fácil
calcular.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Feriado

Não vou ficar de olhos abertos
A luz do sol quer me cegar
E as únicas perdidas almas da rua
Não estão onde queriam estar.

Perdi a hora;
Não fui pra casa;
Que saudade da monotonia
típica do meu lugar.

Eu gosto da liberdade
Aprecio, sim, a solidão
Mas quando acordo
um pouco mais carente
Quero ser filha
e quero ser irmã.