quinta-feira, 17 de março de 2011

REVIRAVOLTA

Na sempre calma casa da vó,
tomo um café em meio ao dilúvio.
Quando todos os ventos, e tempos,
e ânimos, e águas se exaltam...
é importante olhar fixo para alguma calma interior.

Um comentário: