quinta-feira, 3 de março de 2011

Sentir só

Se eu disser que acredito
nas palavras que rasguei
e que desmonto todo
o quebra-cabeça que ganhei
volta pra casa e assiste TV?

Se eu disser que não importa
se perdi o meu verão
desde que ganhe
um inverno e um casaco
vai pedir de novo um lugar no sofá?

Pode voltar, pode voltar...
eu desisto de tentar perder pra ganhar.

3 comentários:

  1. "eu desisto de tentar perder pra ganhar."

    Uma (des)construção um pouco melancólica de palavras/sentimentos. Sem dúvidas, um dos teus poemas mais profundos e reflexivos. Genial, Gabi, genial...

    ResponderExcluir