terça-feira, 10 de maio de 2011

O Trem

No porto se ouve o trem que vem gritando aos sete ventos
Enfurecido nos trilhos que rondam a cidadela
E, assim, os novos e os velhos,
Os estudantes, os trabalhadores,
Os que acordam, os que sonham,
Os que o temem, os que o amam,
Os que vivem e os que morrem
Pensam em uníssono:
"Lá vem o trem, sempre ele vem,
para dizer que já é hora de agir...
Devo mudar?".

Um comentário:

  1. Oi meu nome e Oliver sou da escola Armando das Neves gostei muito da poesia o Trem.Estamos ansiosos para te conhecer

    ResponderExcluir