domingo, 30 de setembro de 2012

chuva

estou certa de que nesta cama cabemos os dois
pois não coubéssemos, nos apertaríamos
e de boca a ouvido viriam sussurros calmantes
então por meu corpo desliza a mão
a voz, que é só brisa, se finda
e acaba de um jeito
que eu só penso em você


Nenhum comentário:

Postar um comentário