segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

vêm e vão

de tempo em tempo sente em si a mesma sensação que repudia
e lá vai
não há espaço para convivência
a mente se torna incapaz.
quando tentativas vem em vão
dói
e a cada falha mais forças amarram o corpo
sugando-o para baixo
feito pedra ao mar.